Quarta-feira, 12 de Janeiro de 2011

."Não há nada mais raro no mundo do que uma pessoa que possamos suportar sempre"*

Ontem, no jantar das amigas, as novidades estranhas iam chegando. A In. e o Si. terminaram, depois de 10 anos de namoro. A Jo. e o Di. deram um tempo, depois de 8 anos juntos. Pelo email as notícias não eram diferentes: a Fi. e o Jo., que namoravam desde sempre, também aderiram ao ‘tempo’. Até nos jornais o modo era o mesmo: a Shakira deixou de ter namorado, depois de 11 anos.

 

Na segunda, quando fui jantar ao Alentejo, encontrei os pais mais ou menos chateados um com o outro. A mãe dizia que o pai tinha tido uma crise de ciúmes. O pai contrariava. Que não eram ciúmes, que ele não tem dessas coisas. Não gostou da situação, que a minha mãe também não ia gostar se fosse ao contrário. Respondia-me ele, depois da mãe me contar a história. E ela levantou-se, agarrou-se a ele aos beijinhos e lá confessou que era verdade. “Pois é, não gostava nada, gosto tanto de ti, tens toda a razão”. E ali ficaram, aos beijinhos. “A mãe, em tempos, disse-me que os computadores é que estragam as relações – como não tinha um, agarrava-se ao marido. Agora que estão os dois a tirar o 12º ano, e cada um tem um computador, estou para ver o que acontece!”, dizia eu. Mas ela tranquilizou-me logo: “não te preocupes filhota, continuamos a deitar-nos todos os dias às 22:00. Juntos.”.

 

Os meus pais casaram aos 16 anos. Vivem juntos. Trabalham juntos. Passam férias sozinhos. Encontramo-los a dar beijinhos pelos cantos. A fazerem declarações de amor. Surpresas. E fazem cenas de ciúmes, quase a entrar nos 50. E eu olho para eles com orgulho. Com inveja da boa. Com a certeza de que tudo isto é raro. De que “não há nada mais raro no mundo do que uma pessoa que possamos suportar sempre”*. E amar, acrescento eu.

 

*Giacomo Leopardi, poeta italiano (1978-1837)

  

 

http://denizyazicioglu.tumblr.com/

 

Lá fora: "Mas a Maya escreveu só para nós."
L. às 16:33
link | comentar | favorito
3 comentários:
De Margot a 13 de Janeiro de 2011 às 14:12
Inveja mesmo... Deve ser maravilhoso ter uma relação dessas, tantos anos depois!
De L. a 24 de Janeiro de 2011 às 11:44
Mas, já diz a minha mãe, tem de ser trabalhada, todos os dias! :)

*,
L.
De david. a 26 de Janeiro de 2011 às 14:16
Continuas a escrever daquela* maneira, e eu continuo a passar por cá :D

Comentar

.Eu

.pesquisar

 

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Agora

. .Feliz Natal e um 2019 ch...

. .Das mães

. .Hoje

. .2

. .Hoje morreu um homem bom

. .Ela

. .22

. .Dos fins de semana bons ...

. .Adeus, Inderal! [com ima...

. .O batizado da Aurora

. .A caminho dos 19

. .A queda

. .I'm sixteen going on sev...

. .O nosso ovo

. .Da culpa

.Ontem

.tags

. todas as tags

.Mundo

blogs SAPO

.subscrever feeds