Quinta-feira, 27 de Setembro de 2007

.Vamos?

 

 

Esperei pela minha companheira de aventura no Queijinho. Estava algures por França, a acompanhar Afonso na guerra, quando um "olá" me trouxe à realidade. Vamos? Sim, mas primeiro vamos fazer as sandochas de frango. O trânsito na marginal foi o pano de fundo das nossas conversas. De vez em quando, um "VAMOS VER POLICE" seguido de uma enorme gargalhada, saía-nos quase sem querer... Analisávamos os nossos companheiros de viagem lá fora. Aquele tem cara de quem vai para casa, este vai ver o concerto de certeza... Chegámos ao parque. Não sem antes dizer mal do polícia que não nos deixou virar para o estádio e nos obrigou a seguir em frente sem qualquer indicação. De bilhete na mão, entrámos. "Se ouvires um botão, é meu". Dois segundos depois, o barulho de metal a cair no chão fez-nos rir. Descemos. "VAMOS VER POLICE". A fome já apertava e resolvemos juntar-nos à fila para comprar qualquer coisa para beber. Só meia hora depois percebemos que estávamos na fila dos cachorros. Procurámos o lugar ideal e esperámos. Já passava da hora quando entraram no palco. Saudaram-nos em português e depois começaram. "Message in a bottle"... "ESTAMOS A VER POLICE", e dissemo-lo vezes sem conta, sem dar demasiada importância ao frio e ao vento que também ali estavam. O professor de Economia também lá estava, "isto é da minha altura, não é da vossa". Enganou-se, é de todas. E lá continuavam a cantar, umas que nos saíam sem pensarmos muito, que foram fazendo parte da banda sonora da nossa vida, outras que não conhecíamos, mas que nem por isso nos tiravam o sorriso com que entrámos...  "Roxaaaaane"... Mais perto do final, passámos para as bancadas. Lá estavam, os três, com milhares de pessoas à frente... incluindo nós. Mais uma? Claro... Quando procurei as notícias no outro dia, acusaram-nos de cansaço e fizeram referência aos sinais da idade que já se fazem sentir. Não vi nada disso... Só um momento único. Que nem a gripe que apanhei lá, e me faz agora estar de cama, me fez desejar um único momento não ido. Afinal, Anocas, "FOMOS VER POLICE".

 

Imagem: elotopia.net

Estou:
Lá fora: "Roooxaaaneeee..."
L. às 14:09
link | comentar | favorito
2 comentários:
De estrelinha a 27 de Setembro de 2007 às 16:46
RRROOXXXAAANNEEE...Obrigada por me teres deixado convercer te a guardar comigo o momento tão único como aquele!
Adorei ter estado presa no trânsito tanto tempo para ver que a cumplicidade de facto existe, adorei gritar ctg "Viemos ver Police", adorei ter ficado trancada parque de estacionamento e mais que isso adorei dizer a toda a gente: VOU COM A L.! beijinhos
De L. a 28 de Setembro de 2007 às 12:47
É por causa disto que este país não anda. ;) Trancam as saídas dos carros e vão para o concerto... Atchiiiiimmmmm. E é sempre bom saber, atchiiiiimmm, que, por mais 10 euros, podíamos ser vip's e gastar o nosso dinheiro num sem fim de barracas. No relvado-pobre só tínhamos uma bancadazita de cachorros como opção. Vida de pobre, atchiiiimmm. ;) "FOMOS VER POLICE!!".

Comentar

.Eu

.pesquisar

 

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Agora

. .Feliz Natal e um 2019 ch...

. .Das mães

. .Hoje

. .2

. .Hoje morreu um homem bom

. .Ela

. .22

. .Dos fins de semana bons ...

. .Adeus, Inderal! [com ima...

. .O batizado da Aurora

. .A caminho dos 19

. .A queda

. .I'm sixteen going on sev...

. .O nosso ovo

. .Da culpa

.Ontem

.tags

. todas as tags

.Mundo

blogs SAPO

.subscrever feeds