Terça-feira, 16 de Junho de 2015

.A caminho dos 19

Ainda dormes connosco e ainda mamas durante a noite (e de manhã, e à tarde). Ficas sempre bem na escolinha. Comes razoavelmente bem na maior parte dos dias. Gostas de brincar com as tupperwares, os tachos, as forminhas de bolos e de fazer gelados, com os talheres e com as molas – tudo ao teu alcance na nossa cozinha, que tivemos o prazer de mudar para que a casa também possa ser tua (ainda que eu tenha de arrumar tudo umas 20 vezes por dia). Gostas de esconder coisas na máquina de lavar roupa ou na sanita e de tentar tirar o piaçaba do sítio. Fazes o gesto de uma mota a arrancar quando ligamos a Bimby. Já imitas mais animais e fazes os gestos dos instrumentos musicais (o violino, o piano, o trompete, a bateria). Cheiras as flores mesmo quando estão em livros ou nas minhas camisolas. Vais para a porta do frigorífico pedir fiambre e queijo. Pedes pão em todo o lado. Já gostas muito de alguns brinquedos e adoras esconder-te na tenda das bolas. Comes bem a sopa se te dermos uma colher para fazeres disparates à vontade. Ainda te damos a sopa, mas costumas comer o segundo prato sozinha ao mesmo tempo que nós jantamos (e atirar para todos lados). Hoje na escola almoçaste sozinha. E lá já bebes o teu leitinho do lanche pelo copo sem ajuda. Adoras banana e iogurtes liquídos. Gostavas de tirar os copos do armário da sala e choraste muito quando percebeste que o pai arranjou uma forma de trancar as portas. Estás um bocadinho mais reservada, mas ainda dizes adeus a todos os carros e às pessoas que não conheces (hoje foi à senhora do lixo), e dás gritinhos histéricos de felicidade. Detestas lavar a cabeça no banho, e fazes questão de ter sempre a companhia do pato e dos peixinhos. Enquanto a banheira enche gostas de mexer na água e de puxar o chuveiro para ti. Gostas de beber a água da banho com a língua - se ralhamos contigo, tentas fazê-lo de lado, a olhar para nós. Quanto te meto na toalha e esvazio a banheira dizes sempre adeus à água. Gostas de desenrolar o papel higiénico e de mexer nos meus cremes todos. Já sabes descer bem da cama e do sofá. Continuas a adorar livrinhos. Já tens mais um dente (em cima, do teu lado direito) - já são 5! Andas numa de morder tudo (até o meu peito, se te dou mama enquanto falo com alguém). Chamas muito pela "mamã" ou "mãe" (que dizes tão bem!) e pelo "tatá" ou "tai". Não gostas de cortar as unhas nem de mudar a fralda (no sábado fizeste um galo enorme a tentar fugir de nós no fraldário). Adoras tirar a roupa das gavetas. Se te perguntamos por alguém que não estás a ver abres as mãozinhas e dizes “'un há” (não há). Já chamas pelo avô (“vô), pela madrinha Ana (“na Nana”), padrinho Tó Zé (“nó Zé”) e por mais uma série de gente que ainda não se percebe tão bem mas que nos faz rir muito. Ainda não sabes dizer bem tudo o que queres, por isso gritas e nós tentamos explicar-te como é que se pede – como ontem, que deixaste de gritar e passaste a apontar e a dizer “ca, ca” (querias carne). O "na-na" já passou a um "não, não" muito bem dito, mas para dizeres "sim" acenas a cabeça e dizes "hum". Dizes muito bem "água" (às vezes sai “ávua” ou "ábua"), e, como pais, já percebemos também outras coisitas da tua linguagem que mais ninguém percebe. Gostas de nos ter os dois perto de ti, de tocar nos dois ao mesmo tempo, enquanto vais dizendo aos dois “mamã”, “tatá”. Ainda adormeces a mexer nas nossas orelhas ou nos nossos sinais. Adoras mexer no armário dos sapatos. Adoras Crocs e por ti andavas sempre assim calçada - ainda te estão grandes, porque foram herdados, e só os usamos por cima das meias e do pijama, mas corres a casa atrás de mim com eles, pela manhã, porque queres is assim para a rua. Adoras andar de elevador, para onde entras com todos os cuidados do mundo. Já sabes subir as escadas da entrada do prédio, numa espécie de gatas. Adoras cantar e dançar - costumamos brincar e dizer que sais mesmo ao padrinho, porque quando ouves kizomba começas logo a abanar os ombros. Quando te vou buscar à escola estás, por norma, a dançar ou a brincar com uma espécie de copo/taça e uma colher (adoras 'mexer coisas' e fazer misturas, principalmente ao jantar, onde metes a comida dentro do copo e depois comes tudo). Assim que me vês, fazes o corredor da tua sala a correr até mim enquanto dizes "mamã", atropelas amigos se for preciso, e furas pelas pernas dos pais que estão à minha frente. Choras sempre que a pediatra ou a médica de família te examinam. Continuas a adorar tomar o teu medicamento horrível, e a mandar remédios doces para fora. Quando te dizemos que vamos trabalhar, fazes sinal de "dinheirinho" (que chamas "nheno") e de que é para comprar "tata" (papa). Foste batizada – e foi um dia tão bonito, pequena Aurora. A cerimónia mais bonita que eu vi/ouvi, pelo sr. Diácono Carlos Borges, que escreveu uma homilia de quatro páginas dedicada especialmente a ti, a nós, e que a ofereceu para leres um dia. Não foi no sítio que sonhámos, com todas as pessoas que gostaríamos, mas foi aquilo que pudemos e nos deixaram fazer. Comeste pão no altar para acalmares porque não gostaste nada da água na cabeça (tanta que tiveste de trocar de roupa). Já respondes à pergunta “Como te chamas?”. Só quem te conhece sabe qual é o nome que estás a dizer, mas a mim aquece-me mesmo o coração ouvir-te dizê-lo e passo o tempo a perguntar-te o mesmo. Isso e “Quem sou eu?”. Porque descobri que não há nada que goste mais de ouvir no mundo do que a palavra “mamã” (e quando é seguido de um beijinho inesperado, nem te sei explicar o que se passa neste coraçãozito). Como ouvi sempre dizer, logo saberás quando o fores também (mas espero que esse dia ainda demore muito, muito a chegar, porque estou a gostar tanto disto e por mim não saía daqui).

 

11428077_890242331038382_5617011321042624989_n.jpg

 

 

3 comentários:
De mina jesus a 16 de Junho de 2015 às 18:41
Boa tarde!

Sempre textos lindos com muita atenção !

beijinho
De Anónimo a 30 de Junho de 2015 às 21:13
E eu, gosto de ler coisas bonitas!
De custodia mansos a 30 de Junho de 2015 às 21:15
E eu, gosto de ler coisas bonitas!

Comentar

.Eu

.pesquisar

 

.Setembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30

.Agora

. .Das mães

. .Hoje

. .2

. .Hoje morreu um homem bom

. .Ela

. .22

. .Dos fins de semana bons ...

. .Adeus, Inderal! [com ima...

. .O batizado da Aurora

. .A caminho dos 19

. .A queda

. .I'm sixteen going on sev...

. .O nosso ovo

. .Da culpa

. .A pior do mundo

.Ontem

.tags

. todas as tags

.Mundo


View My Stats
blogs SAPO

.subscrever feeds