Sábado, 10 de Dezembro de 2011

.Chatices

Ficámos mais um bocadinho com os pais e a mana depois do jogo para aproveitar a companhia e as bifanas. Depois corremos para apanhar o metro, que já assinalava a partida, até Entrecampos, onde deixámos o carro para fugir da confusão. Um carro parou de repente à nossa frente e conseguimos ultrapassá-lo para virar no desvio logo à direita. E, nesse instante, um táxi saiu do estacionamento sem olhar para trás e arrastou o nosso carro. A avó T. é que tem razão, as coisas que têm de nos acontecer encontram-nos onde tiver de ser, faça lá a gente o que fizer. Tivesse eu saído logo do estádio, ou deixado o carro mais perto, ou esperado que o carro da frente arrancasse ou ainda tivesse seguido em frente sem ligar ao desvio, e ainda assim talvez este táxi nos tivesse encontrado numa qualquer rua de Lisboa. Há quem lhe chame destino. A avó T. chama-lhe "o que tem de acontecer". Eu chamo-lhe chatices.

.Eu

.pesquisar

 

.Setembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30

.Agora

. .Das mães

. .Hoje

. .2

. .Hoje morreu um homem bom

. .Ela

. .22

. .Dos fins de semana bons ...

. .Adeus, Inderal! [com ima...

. .O batizado da Aurora

. .A caminho dos 19

. .A queda

. .I'm sixteen going on sev...

. .O nosso ovo

. .Da culpa

. .A pior do mundo

.Ontem

.tags

. todas as tags

.Mundo


View My Stats
blogs SAPO

.subscrever feeds