Sábado, 5 de Novembro de 2011

.À boleia

Acredito que, em muitas casas, a palavra-chave tenha passado a ser 'poupar'. E medidas para levar este objectivo em diante há de todos os tipos. As espectaculares, as boas, as que até se entendem e as ridículas. São todas medidas em que nós depositamos alguma esperança, e, ainda que agradeçamos os conselhos, são para levar em frente. Estávamos nós à boleia da crise, quando tudo começou a acontecer ao mesmo tempo. Em Dezembro, que está à porta, corro o risco de estar a pagar três casas: aquela para onde vou, a que finalmente está a ser vendida mas não sei quando termina o processo, e aquela onde continuo, por não ter terminado ainda o contrato de arrendamento. Só por esta razão tinha de poupar a sério. Mas, para além de pagar casas, tenho ainda outras funções vitais para cumprir e que implicam gastos. Assim, revimos todos os nossos custos e tentámos reduzir o possível, por muito que custe. A grande fatia, talvez uns 50%, dos nossos gastos ia para o combustível. De cada vez que vamos aos nossos Alentejos, ao meu e ao do Z. (algures entre Serpa e Espanha), não gastamos menos de 60€. E chegamos a fazer isto três vezes por mês. Claro que estar com a família não tem preço, e fazem sempre questão de nos mandar o carro cheio de coisas boas (aproveitadores!), entre tantas outras razões, mas também aqui tínhamos de cortar. E foi ao tentar solucionar o problema que chegámos a uma medida que não agradou a toda a gente: não vamos deixar de estar com os nossos, pois não, mas podemos poupar, por exemplo, pedindo que nos visitem mais vezes (o que os pais têm feito, mas os do Z. não têm essa liberdade). E indo à boleia. "Mas que graça tem isso se vocês têm carro? Às tantas, se tiverem de regressar de comboio ainda gastam mais, ...", foram algumas das coisas que ouvimos. Não vamos para a estrada de dedo no ar, não entramos em carros de estranhos, tratamos apenas de conciliar agendas. E começámos já no fim-de-semana passado. A mana termina as aulas do mestrado, em Lisboa, ao sábado de manhã. Fomos lá ter, deixámos lá o carro e seguimos viagem com ela. E foi um fim-de-semana para lá de bom. Almoçámos em casa dos sogros da mana, visitámos os avós a pé com tempo, aproveitámos os pais e fartámo-nos de rir com o dente acabado de partir da mãe (mesmo à frente, parecia mascarada!), fomos a uma festa das bruxas na terrinha (eu, a Su. e a mana de saltos altos e lábios bem vermelhos), passeámos numa feira de artesanato realmente boa também na terrinha e ainda tivemos direito a lanche de netos na avó T., a matar saudades da Curia, com fatias douradas, papas de abóbora, jogos de roda de outros tempos e muitas gargalhadas. No domingo à noite tivemos de regressar. À boleia. Com o namorado da mana, que nos deixou no nosso carro, a nós e aos sacos cheios de comida boa. Gostámos tanto desta medida - não gastamos dinheiro, aproveitamos a família ao máximo e não obrigamos ninguém a gastar mais do que gastaria, que já decidimos que é para repetir. E já utilizámos a mesma fórmula neste fim-de-semana que agora começou. Foi um começo atribulado - o Z. vendeu o carro inesperadamente às 23h em Lisboa, o carro da mana deixou de funcionar no parque subterrâneo da faculdade que fechava à mesma hora do negócio e os pais à nossa espera para o jantar, a caminho do Alentejo do Z.. Lá nos despedimos do carro do Z. (onde demos o primeiro beijinho), resgatámos a mana e o carro dela, jantámos com os pais à uma da manhã e chegamos ao Alentejo do Z. quase as quatro, de boleia no carro do amigo Di., que nos atura umas vezes e nós aturamos outras. A meias custa menos e não ofende ninguém. E, frases feitas mas verdadeiras, cada um sabe de si e os passos não devem ser maiores do que as pernas. Nós estamos a gostar disto. A nossa conta também. E parece que vamos continuar assim - a andar à boleia. (post escrito e publicado no telemóvel, desculpem qualquer coisita)

1 comentário:
De mina jesus a 8 de Novembro de 2011 às 15:22
Olá, gostei do texto e saber não custa, o que custa é saber viver.Ponto de vista muito bom.
Beijinho

Comentar

.Eu

.pesquisar

 

.Setembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30

.Agora

. .Das mães

. .Hoje

. .2

. .Hoje morreu um homem bom

. .Ela

. .22

. .Dos fins de semana bons ...

. .Adeus, Inderal! [com ima...

. .O batizado da Aurora

. .A caminho dos 19

. .A queda

. .I'm sixteen going on sev...

. .O nosso ovo

. .Da culpa

. .A pior do mundo

.Ontem

.tags

. todas as tags

.Mundo


View My Stats
blogs SAPO

.subscrever feeds